Como parar soluço?

Para parar soluço, é possível adotar algumas destas medidas simples: pressionar os joelhos dobrados contra o peito, puxar a língua, para provocar vômitos (assim alivia a pressão dentro do estômago), respirar dentro de um saco de papel, por poucos segundos, ou interromper a respiração.

Outras manobras que podem parar um soluço de forma rápida são:

O soluço é uma consequência de um espasmo do diafragma, que vem acompanhado concomitantemente ao fechamento da glote. Isso prejudica a passagem de ar para os pulmões e produz o som clássico do soluço.

Causas do soluço

O soluço é um sintoma benigno, na maioria dos casos, mesmo que ele seja desagradável e bem incômodo. As causas mais comuns associadas ao soluço são:

  • Mudanças bruscas de temperatura;
  • Ingestão de grande quantidade de alimentos;
  • Deglutição de ar;
  • Tabagismo;
  • Consumo de bebidas alcoólicas;
  • Ansiedade;
  • Estresse.

Crises recorrentes de soluços, principalmente quando são persistentes, podem ter ligação com problemas do sistema nervoso central, assim como com metabolismo, irritação do nervo vago, frênico ou procedimentos cirúrgicos (e pós-operatórios). Fatores emocionais também podem entrar na lista.

A busca por um profissional de saúde é recomendada quando os soluços durarem mais de 24 horas, especialmente se eles atrapalharem o sono.

É importante identificar e tratar a causa, para evitar o surgimento de novas crises de soluço – de repente, o médico poderá sugerir o uso de medicamentos, que auxiliam a conter as crises. Em situações mais graves, há a opção de bloquear o nervo frênico.

Além de tudo apresentado, há um tipo de soluço crônico que, em muitos casos, exige acompanhamento neurológico.

Referências usadas neste conteúdo